Factóide

Feliz ano novo com trilha sonora: Warpaint em São Paulo

31 JAN
2017
Comente!
Imagem 1


Foto por Robin Laananen.

Segunda vez que as Warpaint pisam por aqui. A primeira aconteceu numa festa fechada em 2011, também passaram pelo Rio. Seis longos anos depois e vamos recebê-las novamente. Demorou pra elas voltarem, mas quando a notícia chegou no final de semana ficou a sensação de que a espera tinha acabado. E a melhor parte: o fim de semana está logo aí.

Vão ser dois shows, dias 3 e 4 de fevereiro, e já com sold out. Só rola ir na sexta, sábado já está esgotado. Os convites estão a venda no Ingresso Rápido. Dá pra comprar pelo computador ou pelo celular – super recomendo o app porque os tickets já ficam por lá mesmo, só mostrar no dia.

As meninas vão se apresentar na área externa do museu no oitavo andar, que tem vista para o Parque do Ibirapuera. Além dos shows das Warpaint, outras festas vão rolar por ali. A programação é parte de mais um super projeto da Heineken. A curadoria das atrações ficou na responsa do Mac, o cara que comanda o Scream and Yell, e da Vevo.

1. Jenny Lee

 

via GIPHY

Ela é baixista, é vocal e tem um projeto solo também. Não bastasse isso, ela é um show a parte. Deixa eu tentar explicar de outro jeito: sabe gente que tem luz no rosto? Que de alguma forma brilha mesmo quando está no fundo do palco? Então, essa é a Jenny Lee.

Pra completar, ela posta umas fofuras tipo essa no Facebook.

2. Theresa Wayman

 

via GIPHY

A Theresa deu uma entrevista falando um pouco do surgimento da banda. Uma parte curiosa foi o momento de pensar em um nome. Elas piraram em alguma coisa com estrela. Warpaint quase se chamou Sirius B (Sirius Beta). Theresa conta que descobriu que essa estrela tinha toda uma história por trás, na época, ela pensou ‘Se eu tiver um filho, vou chamá-lo de Sirius B’. Duas semanas depois descobriu que estava grávida. Sirius veio ao mundo, é fã da banda da mãe e ao que tudo indica é fã do Brasil também.

A entrevista foi pra Another Mag e mostra esse seu outro lado. E não pára por ai não. Ela compõe, canta, toca guitarra e também faz as vezes de atriz.

3. Emily Kokal

 

via GIPHY

Emily começou a banda junto com Theresa. Elas eram amigas no colégio e costumavam cantar por lá. As duas tocam guitarra e também são responsáveis pelos vocais. Para mixar o primeiro álbum ‘Exquisite Corpse‘ ela convidou o seu então namorado John Frusciante.

4. Stella Mozgawa

 

via GIPHY

Uma coisa faz toda a diferença numa banda: a bateria. Quando é ruim, é fácil perceber que alguma coisa não tá rolando. Não dá pra saber exatamente o que é, mas dá pra sentir. Digo isso totalmente sem conhecimento de causa, não sou musicista nem nada próximo disso. É muito mais uma impressão de quem assiste.

E a Stella é uma das melhores, sério. Ela toca bateria desde os 13. Já saiu em lista do NME e vira e mexe aparece em revistas para bateristas.

5. Valentine’s Day

A banda foi criada no dia 14 de fevereiro, o Dia dos Namorados no Estados Unidos. Segundo as meninas, essa data meio que conectou todas elas.

Warpaint is love. <3

Por Tallita Alves

Publicado em Factóide por às 08:00
com as tags , , , , , , , , ,
Espalhe a palavra:
AddThis Delicious Facebook Google Buzz MySpace Orkut Posterous Tumblr Twitter

Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/factoide/public_html/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1044