Entrevista, Música Eletrônica

We’re Database – Entrevista com Lucio Morais e Yuri Chix

13 SET
2011
1 Comentário

Lançamento pelo Kitsuné, dominação do mundo e prévia do videoclipe em entrevista.

Quando um dos selos de música mais conhecidos do mundo começa um texto falando “um dos maiores nomes da música eletrônica do Brasil”, é praticamente um convite obrigatório a continuar a leitura e saber mais sobre. O tal nome famoso em questão é o Database, que vocês já viram em outros posts aqui no Factóide. E o selo que escreveu sobre os nossos queridos Lucio Morais e Yuri Chix é nada mais, nada menos, que a Kitsuné. Sim, tem mais brazuca tirando onda num dos núcleos de música mais bacanas que existe.

imageWe’re not professionals

O affair com a Kitsuné começou em 2010, ano de início da parceria entre ambos. De lá pra cá, o Database participou de coletâneas, compilações, minimix e tudo mais. A última novidade desse romance franco-brasileiro virou um belo triângulo amoroso. Mark Ronson convidou o duo brasileiro para remixar uma faixa de seu próximo album ‘Red Collection 2012‘. Not bad, huh?

Depois de passar os olhos por vários outros textos caiu a ficha e, assim como todo mundo, eu fiquei feliz e orgulhosa pelos meninos; com um quê de nostálgica, claro. Acabei lembrando das primeiras vezes que os vi tocar. Isso ainda em 2000 e qualquer coisa, quando o Database ainda era segredo do Lucio e do Yuri.

imageDatabase + Mark Ronson

Mark Ronson & The Business intl – Record Collection 2012 (Database Remix) by database

E é sempre um prazer vê-los ao vivo. A gente já sai de casa sabendo que vai ouvir música boa e, de quebra, ter uma noite divertidíssima. Essa última sexta foi exatamente assim e com um grande motivo de celebração: o lançamento do EP do Database.

Pra saber mais sobre essas boas novas, resolvi conversar com o Lucio e o Yuri para descobrir o que o Database anda pensando disso tudo.

1. Vocês imaginavam ganhar essa proporção toda com o Database desde o começo ou as coisas foram meio que acontecendo?

Lucio: Não imaginávamos, mas sempre tivemos o sonho, corremos atrás e não foi fácil. Mas estamos em começo de carreira ainda, falta muito pra acontecer ainda!

Yuri: As coisas vão acontecendo a partir do seu trabalho e a partir do que você quer fazer. O que pretende passar com a música.

2. Qual a fórmula para misturar boas tracks e diversão quando vocês tocam?

Lucio: Não acho que nós temos um estilo, nosso set tem electro, tem house, tem disco, tem rock… nós tocamos aquilo que nós gostamos. Essa é a brincadeira, não tocar um estilo só, mas brincar com todos. Uma coisa que eu garanto é que ninguém fica enjoado do set hahaha.

Yuri: Quando tocamos não temos fórmulas, geralmente costumamos tocar músicas que os dois vão curtir. É óbvio que nem sempre concordamos em tudo. Eu sempre escuto músicas diversificadas que me identifico, isso inclui coisas antigas e coisas novas, passando por diversos estilos. Isso influi tanto na produção das músicas como na discotecagem e live set.

3. Sobre os parceiros do Database: French Horn Rebellion, Hey Champ e The Twelves. Além da amizade, qual a parte mais legal de trabalhar com esses caras?

Lucio: A amizade é o principal, o bom é sempre rever todos quando viajamos, tocar junto também é sempre legal e divertido. Não só amizade, mas como trabalhar com eles é super legal também.

Yuri: Na real, rola mais amizade do que trabalho, não foram muitas músicas juntos. O difícil é sempre se reunir. Cada um tem os seus compromissos.

4. A gente sabe da importância da Kitsuné e tudo mais. Mas, para vocês, o que significa integrar um selo tão bacana?

Lucio: Significa um sonho de quase dez anos. E agora estamos aqui, demoro mas chegamos! hahaha

Yuri: É um caminho bacana e novo a ser percorrido. Significa a coisa certa está acontecendo. A Kitsuné está nos acolhendo muito bem, transformou um sonho em realidade.

5. O Database está em sua melhor fase, vocês já estão satisfeitos? E aquele plano de dominação mundial continua de pé? Conta pra gente quais são os próximos planos.

Lucio: Dominação mundial sempre esteve em primeiro plano, algum dia nós chegamos lá! Afinal dominar a Terra não é tão fácil assim quanto parece, mas sempre satisfeitos.

Yuri: Satisfeitos sempre na medida do possível, sim. Só estamos fazendo o nosso trabalho, sempre melhorando e evoluindo. Nosso próximo plano é a próxima tour que vamos fazer em US, entre Outubro e Novembro.

Imagem de Amostra do You TubeLiberem o videoclipe do New Disco para os amgs.

por Talita Alves, ou simplesmente Talitas, é autora do Vinil Literário.

Publicado em Entrevista, Música Eletrônica por às 06:37
com as tags , , , , ,
Espalhe a palavra:
AddThis Delicious Facebook Google Buzz MySpace Orkut Posterous Tumblr Twitter
COMENTÁRIOS

1 manifestação para esse post

  1. Pingback: We're Database – Entrevista com Lucio Morais e Yuri Chix | Factóide! | iComentários

Comente!


Os campos obrigatórios estão marcados com * (seu email não será publicado).

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>